Páginas

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Abraçando a nossa sombra e descobrindo a nossa luz. É um presente que a vida nos dá todos os dias. Mas nem sempre estamos de olhos bem abertos para o receber.
Namasté
.....
''No dia 10 de outubro, Júpiter - o planeta das amplitudes e dos princípios - entrou em Escorpião, signo das sombras em nosso íntimo, da morte, transformação e renascimento.

Este trânsito, que dura em média 1 ano, pode iluminar nosso caminho de evolução e desenvolvimento para o período. É importante tomar consciência de seus processos para que não haja desperdício de energia.

Júpiter simboliza a justiça, as leis e os direitos sociais estabelecidos. Este é um trânsito que aponta os valores e ações que podemos cultivar para o avanço de nossa sociedade. Devemos entender que o mundo não muda se não transformarmos a nós mesmos.
Com este astro em Escorpião devemos trabalhar o desapego e a limpeza daquilo que não é necessário em nossas vidas. Se tivermos a coragem de tocar as feridas - pessoais e sociais - com a sabedoria de Escorpião podemos transformar e regenerar, não apenas destruir. Podemos criar uma ética da transformação, e não da destruição.
Entre questões éticas e diálogos nem sempre confortáveis, a dupla Júpiter-Escorpião trás à tona a compreensão de que só é possível construir um sistema de valores livres de hipocrisia e tabus quando se acolhe o que não é agradável de ser visto. 
Júpiter nos presenteia com o poder da regeneração!''